Oráculo Sonoro

“Achei muito interessante o Oráculo Sonoro. A idéia de buscar a área em nossas vidas que merece atenção no momento ou onde a energia está estagnada e através da vibração dos instrumentos equilibrar a vibração interna. No meu caso foi tiro e queda, foi direto para o chacra que tenho trabalhado, e conseguimos ver onde mais existia desequilíbrio. O bate papo foi fundamental para ficarem claros os pontos e a sensação que tive com a terapia sonora foi de desbloqueio seguida de um super bem-estar. Recomendo muito. ”

 

(Victor Nacache, idealizador e coordenador da Nectarius)

O Oráculo Sonoro ou Oráculo Fractal surgiu a partir das vivências de meditação sonora que passei a realizar nos últimos anos. Concebendo o viés terapêutico e de transformação que a música tem, com suas vibrações, frequências e timbres específicos e suas imagens potentes - “janelas” que abrem canais para o inconsciente - tais vivências, que tinham como essência a execução ao vivo de “paisagens sonoras” com instrumentos étnicos diversos, foram se aperfeiçoando e então intuitivamente se abriu para esse trabalho uma matriz simbólica formada por nove símbolos ligados à natureza que, em seguida, passaram a ser sistematizados em cartas e suas respectivas associações com forças arquetípicas.

 

 

Arte das cartas:  Rizzi Tani

Nas sessões do Atendimento Sonoro, as cartas são usadas como oráculo, cada uma remetendo a símbolos da mitologia pessoal (com base no fenômeno que Carl G. Jung denominou sincronicidade, propiciando a conexão entre o inconsciente coletivo e o inconsciente individual), trazendo reflexões sobre aspectos específicos na vida da pessoa que esteja se beneficiando do trabalho. Então, associadas às cartas, são criadas as paisagens sonoras para a meditação, uma vez que cada uma conecta-se a um grupo de instrumentos, tocados com esse propósito no encontro músico terapêutico.

Os atendimentos podem ser realizados individualmente ou em grupo, inclusive em empresas.